compre holistix
k

Quando o assunto é movimento do corpo, muito se fala sobre atividade física e exercício físico. No entanto, sabia que são conceitos diferentes? Vem saber mais!

Que movimentar o corpo periodicamente é, não apenas saudável, como necessário, todo mundo já sabe. No entanto, pouca gente imagina que a atividade física é muito mais fácil e possível do que se acredita – e, muito provavelmente, faz parte do seu dia a dia e você nem se deu conta.

A diferença entre os dois conceitos é simples:

  • Exercício físico é toda atividade física estruturada, ou seja, um treino: pode ser natação, musculação, pilates ou yoga. E ele deve ser monitorado por um profissional de educação física. 
  • A atividade física, por outro lado, é tudo aquilo que faz o nosso esqueleto se mexer, mesmo que de forma não planejada: é aquela faxina em que a gente se empolga e sai suada, uma subida de escadas ou aquela caminhada com o pet.

O que isso significa? Que todo exercício físico é uma atividade física, mas nem toda atividade física é um exercício físico. Apesar de ambos zelarem pela nossa saúde. 

Sabemos que existem semanas e semanas: em algumas, estamos no pique para malhar e cuidar do nosso corpo e, em outras, a rotina de trabalho, estudos e tantas coisas mais podem ser um baita desafio e o exercício físico fica para outra hora. São nestes momentos que cabe a mágica da adaptação. Vem com a gente:

Como fazer da sua atividade física (quase) um exercício físico mais completo

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é recomendado praticar, ao menos, 300 minutos de exercícios físicos de intensidade moderada por semana. Isto é: cerca de uma hora por dia, cinco dias por semana. Parece ok, não é verdade?

Mas fica ainda mais fácil quando a gente incorpora isso na rotina. Olha só:

Outra boa notícia é que esses 60 minutos por dia podem ser diluídos ao longo do dia. Já é válido caminhar por 20 minutos, faxinar a casa por mais 30 e caminhar com o pet mais 10. Ótimo, não é mesmo?

É claro que, fazer dessas atividades físicas o seu “treino” não é recomendado. Elas ajudam, mas não substituem os exercícios físicos guiados por um profissional – que realmente trazem resultados específicos de acordo com os seus objetivos.

Mas a lição que fica, é: mexa seu corpo de forma consciente sempre que possível. Precisamos de movimento: para deixar a nossa circulação mais fluida, diminuir riscos de doenças cardiovasculares, pelo bem da nossa saúde mental e muitos outros motivos. 

Vamos nessa juntos? Uma rotina saudável é uma rotina possível – e simples! Vamos falar mais sobre isso no nosso Papo de Rotina: inscreva-se já no nosso encontro 100% online e gratuito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.