compre holistix
k

Vem entender a ansiedade noturna e como podemos evitá-la. As preocupações do dia a dia devem ficar do lado de fora do quarto e, quando isso não acontece, as nossas noites de sono podem ser prejudicadas

mulher sentada na cama

A ansiedade é mecanismo natural do corpo humano e ela pode aparecer em níveis bons ou ruins – atrapalhando, por exemplo, o convívio social. A ansiedade noturna é aquela que se dá na hora de dormir e isso se torna um círculo vicioso: quanto mais nos preocupamos em dormir, mais difícil esse descanso se torna. A preocupação com as atividades da manhã seguinte também podem acionar esse mecanismo – sabe quando colocamos a cabeça no travesseiro e só conseguimos pensar naquela reunião do dia seguinte?

Quando estamos ansiosos, o nosso organismo libera hormônios, como o cortisol e a adrenalina, inimigos do descanso restaurador. A Sleep School, ONG norte-americana dedicada a ajudar o mundo a dormir e viver melhor, descobriu que 87% dos participantes dos seus workshops citam a ansiedade como a principal causa da insônia e também agravante do quadro.

Por isso, tanto a ansiedade como a insônia exigem acompanhamento médico. Mas, segundo eles, existem algumas ações preventivas que podem ser feitas no dia a dia: 

caderno de notas

Anotar as preocupações em um papel

Não lute contra as angústias, nesse momento, traga-as para mais perto, colocando tudo que está te sobrecarregando para um papel. Materializar os nossos medos é uma ótima forma de lidar com eles.

O nosso cérebro não é programado para reter tantas informações como as que a rotina digital nos oferta. Essa técnica, chamada Braindump, é uma ferramenta de autoconhecimento que alivia a carga mental e pode tornar a rotina bem menos estressante. É um jeito de evitar lutar contra as preocupações. 

celular

Desligar as notificações do celular

O uso de telas, no geral, pode atrapalhar uma boa noite de sono – e nós já sabemos disso. Mas nesse caso, quando estamos preocupados com algo específico, as notificações se tornam ainda mais prejudiciais.

Quando você está esperando a ligação da paquera, cada barulhinho do aparelho celular pode ser um sinal – e vamos combinar que é tentador dar uma espiadinha na notificação. Para uma boa noite de sono, vamos aprender a nos desconectar.  

spray de lavanda

Criar um ritual relaxante antes de dormir

Os rituais noturnos não substituem o acompanhamento médico – lembre-se disso. Mas eles são uma prática que nos ajuda a retomar o momento presente.

Sentir os aromas dos óleos essenciais, perceber a água caindo no corpo durante um banho quentinho, sentir o toque macio da fronha nas bochechas… Esses pequenos momentos podem nos ajudar a desconectar das preocupações e reconectar com o agora (alô, Mindfulness e suas respirações conscientes!). 

E, ah, evitar recorrer ao álcool como possível aliado. Ele, na verdade, prejudica ainda mais os ciclos do sono. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.