compre holistix
k

Adotar o minimalismo digital pode não ser uma tarefa simples, mas nós te damos cinco dicas que vão te ajudar a tirar essa meta do papel hoje! 

minamilismo-digital

Aulas no Zoom, home office, ligações com os amigos… mais do que nunca, é consenso que todos nós estamos passando muito mais horas em frente às telas do que gostaríamos. E apesar da ideia de tirar uma semana off para fazer um detox digital soar como utopia para muitos, a verdade é que tentar ao máximo preservar alguns momentos do dia para desconectar das redes é muito benéfico para a nossa saúde física e mental – especialmente à noite.

O motivo é que, quando falamos de relaxamento e descanso, esse tempo na frente dos dispositivos eletrônicos pode ter um efeito significativo na qualidade do sono. A ciência explica. Se pensamos no ciclo circadiano e em como o nosso corpo se conecta com o ritmo da natureza, o fim do dia e a ausência de luz faz com que nosso organismo comece a produzir melatonina, hormônio responsável por sinalizar o início da noite e sua duração. É como um sinal interno de que é hora de desacelerar, preparar para dormir e recarregar as energias.

Porém, quando nos expomos a chamada luz azul (emitida por dispositivos eletrônicos como celular, computador, tv, etc.) por longos períodos, depois que já escureceu, esse estímulo visual confunde o nosso corpo, que automaticamente reduz a produção de melatonina. Este hormônio, por sua vez, é um dos principais responsáveis pela regulação do nosso relógio biológico, e, por isso, especialistas recomendam evitar o uso de telas de 1 a 2 horas antes de dormir.

Mas nós sabemos que desacelerar no fim do dia é um processo – e comumente pegar o celular faz parte dele. Por isso, separamos cinco dicas que vão te ajudar a resistir à tentação. Olha só:

Menos notificações 

Ok, você não precisa eliminar todas as notificações, mas diminuir razoavelmente o número de lembretes do seu celular e computador, especialmente das redes sociais, é uma ótima ideia. Isso te ajudará a se concentrar em outro hábito, como ler um livro, sem distrações sonoras (ou vibrações!). 

Crie limites de uso 

Como em tudo na vida, limites são necessários! Por isso, defina metas diárias de tempo em frente às telas para você mesma – e tente, ao máximo, não se autossabotar para cumpri-las a risca. Quando bater a vontade de “adiar” o lembrete, tente também observar por qual motivo você quer tanto usar esse app – ter consciência desse tempo gasto já é um passo importante. 

Telas apenas da porta para fora 

Pratique deixar o seu celular para trás por opção. Manter o ambiente que você dorme livre de telas é um ótimo passo para evitar aquela última checada no Instagram antes de (tentar) pegar no sono. Para quem precisa de uma ajuda extra na hora de levantar da cama, recorrer ao bom e velho despertador tradicional é uma saída muito eficiente.  

Tela em modo cinza 

Quase todos os dispositivos hoje nos dão a oportunidade de deixar as imagens e funções da tela em preto e branco. Te garantimos que vale o teste: sem cores, o passeio pelas redes sociais fica bem menos interessante, e é uma boa técnica para dar um incentivo quase subconsciente para largar o celular.

Defina horários para cada atividade 

Fim do dia, deitar na cama e… responder e-mails? Nada disso! Lembre-se que seu e-mail é uma caixa de entrada e, por isso, você sempre terá uma nova ocorrência. Dependendo da quantidade de e-mails que você recebe por dia, defina horários estratégicos na sua agenda para se dedicar a apenas respondê-los. Assim, você não tem motivos para fazer isso durante o almoço ou na pausa do café. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.