compre holistix
k

Confira as dicas do instrutor de meditação Nathan Sanches para começar a meditar hoje

Ao contrário do que muitos acreditam, o estado meditativo não é obrigatoriamente calmo. O instrutor de meditação Nathan Sanches explica que meditar é se colocar para perceber os arredores e refletir sobre esse momento. Apesar de parecer uma prática simples, não deixa de ser difícil e desafiadora – o que leva muita gente a desistir. Mas persistir é importante.

É valioso considerar que a mente tende a divagar durante a prática – e observar essas variações ajuda a identificar os motivos e, então, aprimorar a técnica. Sem neura nem julgamento, procure avaliar quais sentimentos foram experienciados durante a meditação e que tipo de pensamento veio à tona.  

Afinal, a meditação é o reflexo da condição da nossa mente naquele determinado período e pode trazer muitas respostas sobre nós mesmas. Aprender a olhar para dentro e aceitar o que quer que aconteça é a verdadeira prática. A seguir, confira mais dicas para começar o quanto antes – sempre respeitando seu processo.

1. Não idealize os já praticantes

Sabe aquela frase: “quem se define se limita”? Muitas vezes, nos colocamos barreiras, que comprometem a evolução, quando a verdade é que todos podem meditar. Os profissionais de hoje, foram os iniciantes de ontem. Todo mundo precisa começar de algum lugar, seja mais gentil com você! 

“Não tenha expectativas de transformação. A melhor coisa que você pode fazer é simplesmente aprender a se sentir confortável em sua própria vida. Isso é meditação”,explica Nathan.

Pra isso, encare a prática como qualquer outro novo hábito. A meditação também exige treinamento. Por meio da prática constante é possível notar os resultados com mais clareza – aumento de concentração e de organização nas atividades do dia a dia são alguns deles e trazem bastante bem-estar.

2. Encontre (ou crie) ambientes propícios para a meditação

Criar o hábito da prática pode ser bastante desafiador, então encontre um lugar calmo e o transforme em seu santuário pessoal. Pode ser um cantinho da sua casa ou até mesmo no trabalho. O ideal é que seja um local que faça parte da sua rotina regularmente. Definir um horário para praticar também faz diferença na assimilação do hábito.

  
Uma boa tática é atrelar a meditação  a outras atividades que você já faz todos os dias. Medite antes de raspar a língua ou tente encaixá-la antes da ida pra cama. É melhor realizar cinco minutos de prática todos os dias do que 30 minutos uma vez ao mês. Ela precisa caber na sua rotina para que haja regularidade.

Aromas também são muito bons para deixar o ambiente mais convidativo. Óleos essenciais são uma ótima alternativa para garantir esse aconchego. 

3. Procure ferramentas que possam te incentivar nessa jornada


Para quem ainda enfrenta dificuldades, vale buscar um curso ou treinamento, seja ele presencial ou on-line, que te conecte a pessoas que estão no mesmo processo. Uma oportunidade de troca e inspiração que pode servir como importante incentivador.

Quer sugestões? Separamos alguns profissionais e aplicativos que ajudam a começar:

  •  Nathan Sanches: nosso parceiro disponibiliza cursos on-line e presencial, além de meditações guiadas para quem quer começar – //www.nathansanches.com/meditacoes 
  • Headspace: uma plataforma para Android, iOS e Web que ensina técnicas de meditação através de atividades diárias. Ele é ótimo para ajudar a criar uma rotina de práticas, já que envia lembretes diários para mantê-lo no caminho. Algumas práticas são pagas, mas é possível ter acesso a diversas meditações guiadas já na versão gratuita. //www.headspace.com/ 
  • Calm: outro aplicativo de meditação guiada. Premiado no ano de 2017 pela Apple, sua base de dados possui áudios exclusivos que fortalecem a aptidão mental e atuam em casos de estresse, ansiedade, insônia e depressão. Ele também possui o “The Daily Calm”, um recurso de meditação de 10 minutos para você se conectar consigo mesma. //www.calm.com/pt

Encontre a ferramenta que melhor funciona para você e comece desde já.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.