compre holistix
k

O Mindfulness invadiu o mundo do bem-estar como uma forma de viver a vida com mais presença e, consequentemente, melhorar nossa saúde física e mental. Mas como ele se aplica quando o assunto é alimentação? Vem saber tudo sobre o mindful eating

A denominada alimentação intuitiva, ou Mindful Eating, parte do princípio de comer com consciência é uma escolha inteligente e saudável, mas o que isso significa? Valentina Slaviero, nutricionista funcional especializada na Medicina Ayurveda explica: “A alimentação intuitiva consiste em decidir o que comer com base no que sabemos que fará bem para nosso corpo, ou o que nosso corpo está realmente pedindo.”

Com base na medicina tradicional indiana, a nutricionista ainda comenta que o poder digestivo, conhecido como agni vibrante, ativa nossas enzimas digestivas. Ou seja, a fome é um sinal de que nosso corpo está preparado para digerir os alimentos.

Já ouviu aquele dito popular que, quando comemos com fome, tudo fica mais gostoso? Pois é, a fome é o momento ideal para comer e, não estamos falando aqui da fome descontrolada, mas sim do momento quando seu corpo pede por alimento.

Quando comemos sem fome, ou nos forçamos a comer um pouco a mais quando já estamos satisfeitas, sobrecarregamos o nosso sistema digestivo.

Resultado? Gases, intestino desregulado, refluxo, estufamento e acúmulo de toxinas. Segundo a nutricionista, esses excessos prejudicam nossa digestão.

Como começar a se alimentar intuitivamente?


A médica recomenda fazer das refeições um ritual, colocando-se 100% presente na hora de comer. Aqui vão algumas dicas de como colocar em prática: 

Entenda a diferença entre estar com fome e ter vontade de comer.

Geralmente a fome não é seletiva, enquanto a vontade de comer sempre está atrelada a um prato específico. É claro que os dois momentos são importantes, estamos falando de uma alimentação equilibrada e que te faça bem!

Então, não se restrinja dos pequenos prazeres, e se a vontade por um docinho bateu, coma um docinho! O essencial nesse momento é ter em mente que essa guloseima não deve ser usada para matar sua fome. Pois, quando a fome de verdade aparecer, é a hora de investir em comidas nutritivas e de alta densidade nutricional.

Dedique tempo a sua alimentação

Mantenha-se focado no que você está comendo: sentindo o cheiro, o sabor, descobrindo texturas e até trazendo memórias. A especialista explica que esse processo é meditativo. Por isso, alerta sobre o uso de tecnologias durante as refeições: “Os eletrônicos nos tiram a atenção, acabamos comendo sem consciência do que estamos ingerindo e não nos fazemos presentes”.

Procure preparar suas refeições

Desde o momento da escolha dos ingredientes, até a preparação, faça com consciência. “Toda a energia que estamos vibrando naquele momento é passada ao alimento e absorvida por nosso corpo” afirma a nutricionista.

Observe os alimentos que fazem parte da sua refeição

Antes de comer, olhe para cada alimento que constitui a sua refeição e reflita sobre todas as propriedades que ele possui. Que oportunidade incrível é abastecer nosso corpo de maneira nutritiva não é mesmo?

Pense em como cada um deles estará te ajudando a construir um organismo mais saudável, fortificado e feliz! 

E o que fazer se a minha intuição só quer comer batata frita?

Brincadeiras à parte, sabemos o quão tentador é pautar uma dieta inteira em alimentos com pouca densidade nutricional – e é por isso que conhecer o seu corpo é tão essencial.

Antes de aplicar a alimentação intuitiva na rotina, Valentina recomenda uma limpeza do paladar, para que possamos reconhecer as substâncias viciantes como açúcar, álcool, gordura trans, aromatizantes, adoçantes… E, assim, balancear as refeições de maneira mais nutritiva e saudável. O corpo dá sinais! 

Precisando comer melhor?

Venha conferir o Guia que preparamos para te ajudar a dar os primeiros passos e colocar em prática soluções que funcionam para você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *