compre holistix
k

Liberdade, verdade, aceitação. Escolher viver o Tantra é embarcar numa jornada transformadora. Vem ler o que conta a instrutora de Kundalini Yoga, Ju Menz:

Caminho do Meio

O Tantra é não dual. E sempre que optamos por extremos estamos optando pelo caminho da separatividade. Exemplo: Ser espiritual e negar a matéria é tão nocivo para o Tantra quanto ser uma pessoa apegada à matéria e negar a espiritualidade. Tantra é equilíbrio, o caminho mais difícil de todos, o caminho do meio.

Totalidade

Tantra é ser total. Faça qualquer coisa de maneira incompleta e ela fica pendurada em você. A mente tem uma grande tentação de completar coisas então aquela pendência fica em sua mente junto a outras inúmeras pendências. A mente fica atribulada, ansiosa, angustiada. Complete qualquer coisa e a mente esvazia. E se você continuar a fazer coisas com totalidade, um dia descobrirá que a mente não tem mais qualquer controle sobre você. Ela se foi. 

Terminar algo, finalizar, significa esquecer. Significa mente limpa, plena.

Ação

O Tantra não é sobre teoria. O Tantra é prática. É aquilo que você é na ação. Aprendemos apenas pelo caminho da ação.

O significado de Buda pode ser conhecido apenas por meio da ação e não por

meio de palavras ou de livros. Entender o Tantra significa experienciar o Tantra.  Portanto, para alguém entender o Tantra de fato precisa viver ele em sua essência.

Aceitação

Tantra significa aceitar tudo, não negar nada. Porque tudo aquilo que negamos aumenta dentro de nós. É na proibição que nasce o desejo, a vontade, a curiosidade. Pense em dieta e você ficará com fome, pense em esconder uma característica sua e ela ficará ainda mais evidente. Negue um sentimento e ele te acompanhará até o final dos teus dias, negue um desejo e ele se tornará uma obsessão. Assumir nossos desejos e vulnerabilidades é o caminho da Aceitação Total, ou seja, é o caminho do Tantra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.