compre holistix
k

Um novo ano pode ser o momento perfeito para criarmos propostas para uma vida mais saudável, mas como a gente sempre diz: mais vale um mini-hábito na mão do que dois voando. Então, cuidado com as mudanças drásticas. 

2022 chegou, e com ele ressurgem todas as dietas mirabolantes e dicas infalíveis para o corpo perfeito, mas já estamos cansadas de submeter nosso corpo sob stress por alguns quilinhos a menos na balança, não é mesmo?  


Além do mais, a gente sabe que emagrecimento não é sinônimo de saúde, e, muito provavelmente, ao final projeto, estaremos de volta ao estágio que começamos, com uma sensação frustrante de missão fracassada. 

Com as novas plataformas digitais, esses modelos de hábitos rigorosos ganham uma nova proporção. A comunicação se torna uma rede, onde as hashtags popularizam uma nova tendência fitness, assim como os resultados de quem já aderiu ao modismo.

Esse foi o caso do desafio dos difíceis 75, ou 75 Hard Challenge, que virou febre nas redes sociais.  A ideia surgiu no podcast Real AF, do empresário e fanático fitness Andy Frisella, que propõe uma mudança drástica de hábitos em 75 dias consecutivos de prática para as pessoas “assumirem o controle total de sua vida”.

Apesar de se fazer presente em outras mídias, foi no TikTok que a trend ganhou sua legião de seguidores que, com alguns dias do desafio, já sentiram mudanças em si mesmos e compartilharam os “benefícios” na rede.  


O criador explica que o objetivo do desafio está muito além da mudança física, e inclui todos os elementos necessários para uma vida saudável em um cronograma digno de super-herói. Um prato cheio para a frustração. 

A tática não prevê a consistência dos hábitos propostos, tornando a jornada de 75 dias extremamente dolorosa e perigosa. Não à toa, nenhum profissional de saúde ou pesquisa científica endossam a técnica e suas regras. O que se vê é um alto risco de lesão e prejuízo à saúde mental, já que qualquer falha pode ser lida como fracasso e gerar sentimentos de autodepreciação e incapacidade.

Então, como podemos contornar esse círculo vicioso?

Depois de inúmeras tentativas frustradas de seguir o desafio impossível, um novo movimento surge. Os mesmos seguidores que não conseguiram cumprir o 75 Hard Challenge criaram uma onda de novas correntes fitness – e é aí que a gente vê os mini-hábitos ganhando os holofotes.

Entre esses novos desafios, o que ficou mais conhecido é o 75 Soft Challenge que, como o nome já diz, é uma versão mais suave de mudança de hábitos e, apesar de ainda se apegar aos 75 dias de um desafio, propõe mudanças plausíveis e flexíveis para a evolução individual dos participantes.

Para a surpresa de muitos (mas não a nossa), aqueles que participavam desse novo desafio, ao incrementar novos hábitos de forma gradual e sem exageros, conseguiam finalizar os 75 dias sem grandes dificuldades, e mais do que isso, conseguiam tornar esses hábitos parte de uma rotina permanente.

E por que isso acontece? 

Nosso cérebro ama consistência, principalmente de atividades prazerosas. Quando colocamos um hábito de cada vez, podemos aproveitar dos benefícios de cada mini-hábito, além daquela sensação maravilhosa de missão cumprida – ativando o modo de recompensa.

Essa sensação funciona como um incentivo: Se eu consegui colocar esse hábito no meu dia a dia, por que não colocar esse outro? E assim construímos uma rotina mais saudável e o mais importante, uma jornada sem prazo de validade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *