compre holistix
k

A hora de dormir é crucial para a manutenção da saúde do nosso organismo. E o sono é uma área nova da ciência: até a metade do século XX, acreditava-se que o cérebro apenas desligava – e não é bem assim

Dormir é uma necessidade básica do ser humano, tão vital quanto comer e se hidratar. Existe, inclusive, uma ligação direta entre a privação e a má qualidade do sono com distúrbios funcionais, processos metabólicos e inflamatórios do nosso organismo. Passamos, em média, ⅓  das nossas vidas dormindo, sabia? 

Nosso corpo relaxa completamente e se move muito menos enquanto dormimos, é verdade. Mas, ao mesmo tempo, vários órgãos trabalham incansavelmente, inclusive, o cérebro. Neurologicamente falando, dormir é um grande evento – que, aliás, tem fases distintas e que se repetem ao longo das horas de sono.

A ciência vem se debruçando sobre o que acontece, de fato, enquanto dormimos, desde o século XX. Antes disso, havia apenas especulações sobre o porquê da necessidade de repousarmos ao fim do dia. Em 1903, foi criado o primeiro comprimido do sono, o barbital. Em 1925, o médico Nathaniel Kleitman desvendou o sono de rápido movimento dos olhos, o sono REM, e os outros estágios do nosso sono. E as investigações e descobertas não param. 

Não é luxo, é necessidade

São três os motivos pelos quais dormimos: para a manutenção física, criação de memória e economia de energia. Se não dormíssemos, nosso corpo precisaria consumir uma quantidade muito maior de calorias e isso poderia se tornar um desafio ainda maior de sobrevivência. Dormir, então, é também um recurso evolutivo.

Outro ponto importante é que deixar de dormir coloca nossa vida em risco. É durante o sono que nosso corpo faz uma varredura da nossa saúde: o nosso próprio check-up. Nesse momento, restauramos tecidos, aumentamos massa muscular e existe a liberação do hormônio do crescimento, o GH. A Surrey University, do Reino Unido, fez um experimento mantendo pessoas acordadas por 29 horas e perceberam alterações substanciais no número de glóbulos brancos no sangue.

Nosso corpo responde à privação de sono como se estivesse lutando contra uma infecção. É como se fosse uma ferida física. Não dormir ou dormir mal pode desencadear graves problemas de saúde. Aumenta a liberação de hormônios relacionados ao estresse, servindo de gatilho para o consumo de alimentos ricos em gordura e carboidratos, e ainda pode desencadear alucinações, falta de memória, cansaço e maior propensão a doenças cardiovasculares, por exemplo.

O que cada estágio do sono faz

Nosso sono é composto por 4 fases, de acordo com o Instituto do Sono. Esses estágios se repetem ciclicamente, podendo completar de quatro a seis ciclos durante a noite. 

Nosso sono é dividido pelo sono REM (fase mais profunda e de consolidação de memória e aprendizado) e por outras três fases caracterizadas pelo sono leve e de diminuição da frequência cardíaca, respiração e temperatura corporal.

No sono REM, chamado de ‘rapid eye movement’ ou movimento rápido dos olhos, é quando as ondas cerebrais se tornam mais intensas e nossos músculos relaxam completamente. É nesse momento que os sonhos acontecem e nossas memórias e aprendizados são consolidados.

Investir em uma boa noite de sono é investir na sua saúde

Buscar um descanso contínuo é muito importante para evitar quadros crônicos, que se estendam durante o dia e exigem acompanhamento médico. O primeiro passo para tentar dormir melhor pode se dar com a higiene do sono. Preparar o ambiente de maneira acolhedora (diminuindo a frequência de luminosidade artificial), alimentar-se de forma leve durante à noite, se afastar das telas horas antes de ir pra cama e desacelerar as atividades produtivas são algumas maneiras de potencializar a qualidade do seu sono. 

Uma dica é usar e abusar das propriedades relaxantes da aromaterapia. Que tal deixar um difusor no quarto com o nosso Óleo Essencial Dormir? Nosso blend potente de plantas calmantes de lavanda, limão tahiti, laranja amarga e camomila romana colaboram para promover o relaxamento e favorecem uma boa noite de sono.

O Spray de Lavanda também pode ser um ótimo aliado, se você é fã de óleos essenciais. Experimente borrifar algumas vezes na sua roupa de cama, principalmente no travesseiro e aproveite uma forma natural, aconchegante e fresca para desacelerar. 

Outra sugestão que pode dar um up, inclusive, na melatonina, é a Máscara Para Dormir. O escurinho e o toque macio da máscara garantem uma noite sem interrupções e intervenções de luz – considerando que a melatonina é secretada à medida que a noite cai e com o escuro, é uma excelente estratégia, vai?

E, ah, lembrando: todas essas práticas são hábitos complementares a um estilo de vida balanceado e não substituem o acompanhamento médico adequado, tá bem? Sono é coisa séria!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.